6 min read 

O indicador Vortex é um oscilador usado para determinar o início de uma tendência e confirmar uma tendência atual, sua direção e força. O indicador consiste em duas linhas que capturam movimentos de tendência positivos e negativos: a linha de tendência de alta (VI+) e a linha de tendência de baixa (VI-).

A essência desse padrão é a conexão entre os pontos mais altos e mais baixos das velas ou barras de preço do mercado. O princípio do indicador é simples: quanto maior a distância entre a baixa da barra atual e a alta da barra seguinte, maior o movimento de alta. Da mesma forma, quanto maior a distância entre a alta de uma barra e a baixa da barra seguinte, maior o movimento de baixa.

O indicador pode ser aplicado a todos os ativos, em todos os períodos, por traders experientes e iniciantes.

As origens

O indicador Vortex foi desenvolvido por Etienne Botes e Douglas Siepman, inspirados no trabalho de um inventor austríaco, Viktor Schauberger. Este, por sua vez, baseou suas ideias e descobertas nos fenômenos que ele observou na natureza. Ele examinou o fluxo de água e, seguindo essa ideia, os criadores do indicador sugeriram que os movimentos dentro dos mercados financeiros podem se assemelhar aos movimentos de vórtice no fluxo de água. Além disso, o conceito de movimento direcional foi levado em consideração, adicionando intervalo verdadeiro ao cálculo do indicador.

Como configurá-lo?

Este indicador se enquadra na categoria de indicadores de “Ímpeto” (Momentum) e pode ser encontrado na guia respectiva do menu de indicadores.

A configuração padrão sugere o período de 14 para as linhas principais e define a linha de sobrecompra em 1,1 e a linha de sobrevenda em 0,9. Você pode manter as configurações padrão ou alterá-las de acordo com suas necessidades e estilo de negociação.

Como negociar

Depois de aplicar e configurar o Vortex, é hora de aprender a ler seus sinais. Aqui está como fazê-lo.

Por padrão, a linha de tendência de alta é azul, e a linha de tendência de baixa é roxa. Como regra, a linha que está no topo aponta para a tendência predominante (uma tendência de alta ou uma tendência de baixa). É importante atentar para os pontos de cruzamento das duas linhas, bem como à sua posição em relação aos níveis de sobrecompra e sobrevenda.

O sinal de <Compra> é recebido quando a linha VI+ está abaixo da linha VI-, cruza acima dela e permanece no topo. O sinal de <Venda> é recebido quando a linha VI- está abaixo da linha VI+, cruza acima de VI+ e permanece no topo. É importante notar que nem todos os sinais que você recebe devem resultar imediatamente em uma posição aberta. Em vez disso, eles são sinais para você prestar atenção cuidadosa ao mercado, analisar o desempenho do ativo em questão e considerar abrir uma negociação na direção correspondente.

Na imagem acima, você pode ver o indicador Vortex sendo aplicado ao gráfico EUR\USD. Nesse caso específico, os cruzamentos marcam claramente a mudança na direção da tendência. A distância entre as linhas reflete a força da tendência.

Complementar o Vortex com outros indicadores pode ajudar a evitar sinais falsos de entrada. O MACD ou o ADX funcionarão bem. Ao desenvolver seu próprio sistema de negociação, evite combinar dois indicadores do mesmo tipo, pois seus sinais podem ter origem na mesma fonte, diminuindo seu poder preditivo. Os indicadores de tendência podem ser uma boa combinação para o Vortex. Também pode ser útil usar os níveis de stop loss (parar perdas) e take-profit (recolher lucro) ao negociar com o Vortex para gerenciar melhor os riscos, uma vez que nenhuma estratégia de negociação, por melhor que seja, pode fornecer sinais precisos 100% do tempo.

Experimente agora