6 min read 

Uma questão importante para todo trader é a decisão sobre em quais ativos investir. Aqui está você, pronto para entrar no mundo da negociação: você já conhece os fundamentos da análise técnica e fundamental, no entanto, a questão de quais ativos escolher ainda permanece. Embora você já saiba como avaliar ações, às vezes ainda é difícil tomar essa decisão. Aqui estão algumas coisas que você pode considerar de acordo com seu “apetite de negociação”.

1. Explore as tendências futuras

Às vezes, você só fica sabendo de uma empresa depois que uma grande mudança acontece. Se você perceber que muitas vezes se atrasa para notar grandes oscilações de preços, reserve um tempo para explorar as tendências emergentes que podem empurrar certos líderes do setor para o patamar da Tesla. Pensar no futuro em vez do presente pode ser mais sábio, especialmente se você estiver inclinado à abordagem de longo prazo. No entanto, mesmo se você preferir fazer negociações rápidas, estar ciente do que está se sobressaindo pode ser útil.

Para ficar por dentro das tendências emergentes, você pode acompanhar os relatórios emitidos por grandes empresas de pesquisa e consultoria. Por exemplo, uma dessas empresas é a Gartner, que fornece relatórios sobre uma ampla variedade de tópicos: TI, marketing, finanças e assim por diante. Para usar as informações a fim de tomar decisões mais acertadas, você pode aprender sobre os setores com grande potencial e, em seguida, encontrar ações de empresas que estão se desenvolvendo nesse campo.

2. Recorra a investidores conhecidos em busca de inspiração

Se você sempre pesquisou sobre traders famosos como Warren Buffet e admirou seu sucesso, por que não aprender com suas ações? Os grandes fundos multimercados e investidores famosos tornaram os investimentos e as negociações seu principal objetivo. Eles empregam tempo e dinheiro em pesquisas, então definitivamente vale a pena dar uma olhada em seus portfólios. Para se inspirar nos grandes profissionais, você pode prestar atenção ao que eles escolhem. No entanto, tenha sempre em mente que existem riscos envolvidos.

Gigantes como Berkshire Hathaway, Fisher Asset Management, Renaissance Technologies e outros têm uma grande seleção de ações e certamente você pode encontrar algo que poderia, se não lhe interessar, pelo menos apontar para uma direção que você ainda não explorou.

Uma coisa a lembrar, claro, é que, ao contrário dos fundos multimercados, você provavelmente não tem bilhões de dólares para arriscar. Saiba mais sobre as preferências dos investidores profissionais, pois isso pode ajudar a aprimorar sua abordagem e possibilidades de negociação.

3. Confie mais em seu “círculo de competência”

“Círculo de competência” é um termo introduzido por Warren Buffett e Charlie Munger para descrever áreas com as quais um indivíduo tem maior familiaridade. Segundo os investidores, um trader precisa concentrar seus investimentos financeiros nas áreas em que possui maior competência. 

Essa abordagem traz benefícios inegáveis, uma vez que operar dentro de sua área de especialização oferece a vantagem de um conhecimento e compreensão mais profundos dos processos. O círculo de competência de uma pessoa pode ser determinado por sua profissão, hábitos de consumo, tipos de produtos e serviços que usa e até mesmo pela sua localização.

Favorecer ações de empresas sobre as quais um trader tem conhecimento real ou experiência, em vez de campos que são completamente estranhos a ele, pode dar-lhes uma chance melhor de entendimento. No entanto, observe que essa abordagem também tem suas desvantagens: por exemplo, com essa abordagem, um trader pode acabar com um portfólio menos diversificado, o que pode ser bastante arriscado.

Negocie agora