7 min read 

Após o triunfante desempenho da equipa Aston Martin nas 24 Horas de Le Mans, os pilotos da equipa britânica retomarão a luta no campeonato do WEC.

Faz quase um mês que o carro de corrida Aston Martin nas mãos de Darren Turner, Jonathan Adam e Daniel Serra foi o primeiro na classe LMGTE Pro a passar a bandeira quadriculada na linha de chegada da mais prestigiada corrida de resistência, a 24 Horas de Le Mans.

Aston Martin Racing

O campeonato do WEC declarou uma longa pausa depois de completar uma distância tão exagerada, mas neste fim de semana os carros desportivos, mais uma vez, irão alinhar-se para mais uma corrida. A quarta ronda da competição de resistência terá lugar no lendário circuito de Nurburgring.

A Pista

Esta pista verdadeiramente única concluiu o sei 90º aniversário em maio.  Ao longo da sua história, a Nurburgring hospedou mais de 800 partidas, que é o maior registo entre todas as pistas existentes. Os fãs alemães chamam Nurburgring da casa das corridas europeias, e é impossível não concordar.

Aston Martin

Desde o início até 2007, foi considerada uma das pistas de Fórmula 1 mais difíceis. Além do Grande Prémio da Alemanha, o Nurenburgring hospedou repetidamente o Grande Prémio da Europa e, no final dos anos 90, serviu duas vezes como o palco do Grande Prémio de Luxemburgo, que fica a poucos passos de distância – é apenas 65 quilómetros até a Fronteira do Grão-Ducado.

No entanto, a Fórmula 1 deixou este famoso circuito de corridas em 2007, a favor de Hockenheimring, que está localizada na região industrial da Alemanha entre as cidades de Mannheim e Karlsruhe.

Esta decisão das “corridas reais” permitiu que o lendário Nurenburgring fosse usado ativamente para campeonatos de carros de turismo como o WEC (em que a Aston Martin compete) e DTM (uma prestigiosa série de carros de turismo).

Além disso, a configuração (“longa”) desatualizada da pista agora oferece a qualquer um a chance de se sentir como um piloto real – por um preço simbólico de 25 euros, qualquer um pode alugar um carro desportivo e percorrer a arena de 20 quilómetros.

A Corrida

Desde 1970, profissionais e amadores de todo o mundo reúnem-se aqui durante as 24 Horas de Nurenburgring, a fim de testar a sua resistência e seus os carros de corrida. No entanto, há alguns anos atrás, esta maratona foi restrita a apenas equipas amadoras e motoristas profissionais focados em uma versão mais curta com duração de 6 horas.

NurburgringEscusado será dizer que uma distância tão insignificante para um campeonato de resistência praticamente elimina a possibilidade de mesmo o menor erro. Além disso, a configuração atual da pista alemã deixa oportunidades mínimas para ultrapassagens, a menos que falemos sobre as duas curvas entre as voltas Coca Cola/Castrol e a chicana Kumho-Michael Schumacher.

Conforme reconhecido por Jean Todt, ex-diretor da equipa Ferrari F1 e um dos especialistas mais autoritários no mundo das corridas, vencer no Nurenburgring requer precisão alemã para máxima precisão ao passar cada chicane e a cada curva nesta pista complicada.

Quanto ao programa de fim de semana de corrida, seguirá o cenário tradicional: as corridas de qualificação serão realizadas no sábado dia 15 de julho e, no dia 16, testemunhamos a quarta ronda do campeonato do WEC.

Perspectivas para a Aston Martin

Aston MartinApós o fantástico sucesso da equipa britânica em Le Mans, os fãs podem esperar uma aatuação semelhante na Nurenburgring. O revés sofrido no início do campeonato do WEC está ultrapassado, e agora a equipa tem a chance de melhorar a sua posição na classificação geral. Para o fazer, eles terão de exigir o máximo do Aston Martin GTE na Alemanha.

Não se esqueça de que participando do Torneio Mensal da IQ Option, você ganha sua própria chance de estar atrás do volante de um Aston Martin.

Entre em um torneio agora!