10 min read 

Suporte e resistência são os níveis de preço mais importantes em suas operações; use-os para  seu benefício.

Os níveis de preço mais importantes

Os níveis de preço mais importantes são aqueles com os quais você possa ganhar dinheiro, certo? Brincadeiras à parte, os níveis de preço mais importantes são aqueles nos quais o mercado pensa que pode ganhar dinheiro, ou naqueles que ele pensa que um ativo está sobrevendido, sobrecomprado ou em equilíbrio. A boa notícia é que estes níveis são mais ou menos fáceis de serem notados.

Support and resistance

Toda vez que o preço estaciona, reverte ou move-se lateralmente em uma região, esta se apresenta importante para o mercado. Uma vez que tal ocorrência é notada no gráfico, sinais de Price Action poderão se formar nesta área. Toda vez que o preço se aproxima dela, seja por meio de aproximação ou de rompimento, este nível se apresentará como uma oportunidade de negócio.

  • Suportes e Resistências podem ser vistos nos picos, vales e consolidações do mercado.

Em lingaugem de mercado, estes níveis são referidos como suporte e resistência. Suporte é quando um nível de preço está abaixo do preço do ativo. A ideia é que há participantes aguardando para comprar nestas regiões, prevenindo uma queda mais acentuada do ativo e oferecendo um “suporte” para o preço. Resistência é quando um nível de preço está acima do preço do ativo; a ideia é que traders estão aguardando para vender e irão prevenir possível  valorização mais acentuada. Eles são resistentes a preços maiores. Para marcar estes níveis, é só usar a Linha Horizontal, que encontra-se na parte de Ferramentas Gráficas (localizada na parte inferior esquerda do gráfico da plataforma).

O segredo é saber quais, dentre as várias linhas potenciais de suporte e resistência, são as mais fortes. Eu acredito que o gráfico diário é um ótimo lugar para se iniciar para traders de curto prazo, intraday ou swing traders. Qualquer pico ou vale que você notar é uma oportunidade, mas os suportes e resistências mais relevantes são aqueles que foram testados mais de uma vez. Você pode usar linhas de suporte e resistência de períodos curtos, que também funcionam bem. (edited)

Como você opera Suporte e Resistência

A forma que você opera eles é simples. Em uma tendência de alta, quando os preços valorizam-se em direção à resistência, uma de duas possibilidades ocorrerá: reversão ou rompimento. Se o preço chegar a este nível e começar a dar sinais de velas de queda e/ou falhar em mover-se para cima, é provável que o preço irá se reverter e desvalorizar-se. Se o preço chega à linha de resistência e começa a formar um padrão de continuidade e/ou formar velas de alta, é provável que o mercado irá romper esta região. Pelo fato de estarmos falando de uma tendência de alta, não é aconselhável entrar em uma negociação de baixa tão imediatamente, uma vez que o reteste do nível de resistência ao menos uma vez é bem provável antes de o preço continuar se desvalorizando. Outrossim, se os preços romperem o nível num sinal de continuação de tendência, é provável que eles retestem esta resistência como uma nova área de suporte antes de continuar subindo.

O mesmo é verdade numa tendência de queda. Quando os preços atingem uma linha potencial de suporte, haverá um processo de rompimento ou de reversão. O segredo, assim como com uma tendência de alta, é aguardar o preço se aproximar deste nível para que comece a apresentar sinais. Se o preço não se mover além da linha, oou se começar a formar velas de alta na região, você pode esperar reversão de preços. Da mesma forma, se o preço mover além do suporte e/ou começar a formar velas de baixa, você pode esperar rompeimento dos preços e maior desvalorização.

Exemplos práticos de operações com Suporte e Resistência

Abaixo você verá meu gráfico do EUR/USD com três linhas de suporte/resistência. A linha mais ao topo vem de um período de anos; a linha do meio é um suporte que foi retestado diversas vezes durante um período de quatro meses; e a linha mais inferior é um nível de suporte que contém um pequeno padrão de consolidação/continuação definido no início do ano. O preço atingiu o suporte do meio no fim de Outubro mas ao invés de retrair-se como esperado, o par continuou sua queda. Você poderia ter aberto posições “Abaixo” (Opções) ou “Venda” (Forex) neste ponto, mas seria melhor aguardar confirmação. Alguns dias depois, o preço retraiu-se e retestou o suporte (agora resistência) antes de continuar o movimento de queda, confirmando o sinal anterior de baixa

EUR/USD

O próximo gráfico é do Bitcoin. Vê-se a acentuada queda de preço após o anúncio do banimento da China de ICOs no país e a resistência formada após o evento. Em seguida, o preço retesta a resistência e rompe-a. A primeira vela é possível de ser operada, apesar de não ser sempre a melhor estratégia, a não ser que você consiga se posicionar no mercado enquanto o sinal é formado. A melhor operação é aguardar o reteste da resistência transformada em suporte, que ocorre logo após alguns dias. Neste momento, há 2 entradas atrativas após essa primeira e que são operáveis.

Bitcoin

O próximo gráfico é USD/JPY, que encontra-se em um movimento oscilatório de longo prazo. O par recentemente movimentou-se numa tendência de alta para testar a resistência no topo da oscilação, mas  passou a gerar velas de baixa. Resistência também é confirmada em ambos os indicadores MACD e Stocástico, o que sugere que o preço irá se desvalorizar.

USD/JPY

Neste caso, na ausência de outro teste de resistência, uma queda além da média móvel poderia originar novas entradas.

Experimente agora