Tags:
8 min read 

Alguns dizem que os mercados de criptomoedas e de ações estão intimamente ligados, tecendo um tecido em comum que é o mercado financeiro global de hoje em dia. Os oponentes destes acreditam que estas são duas entidades financeiras completamente separadas e com regulações diferentes (o que é verdade) e, o mais importante, com conjuntos de investidores diferentes (o que ainda precisa ser provado). Neste artigo, nós vamos olhar mais de perto para os processos de transferência de dinheiro entre o mercado de capital e o de criptomoedas. No final nós também veremos se há uma conexão viável entre os dois mercados.

Será que os traders de cripto investem em ações?

Vamos começar com uma visão tradicional sobre as relações entre capital e criptomoedas. De acordo com a tabela acima, a correlação entre o S&P 500 – um índice do mercado de ações que segue as top-500 corporações americanas – e todas as principais criptomoedas é fraca, mas ainda positiva, variando entre 0.07 e 0.23. Certos experts afirmaram que os dois mercados estão, de fato, muito mais próximos um do outro do que se pensava anteriormente. Eles citam a mais recente queda das cripto e a ligam à depreciação do S&P 500, Dow Jones e NASDAQ. Este grupo de pessoas acredita que a queda dos índices mais importantes dos EUA coincidiu magicamente com a queda do mercado de criptomoedas. E suas fases de recuperação inicial dentro da mesma faixa de tempo, também.

Será que os traders de cripto investem em ações?

A teoria está longe de ser perfeita e aqui está o porquê. O mercado de criptomoedas começou a se contrair no dia 7 de janeiro, muito antes do mercado de ações. Este último demonstrou uma depreciação curta, mas consistente no dia 26 de janeiro, que durou apenas dez dias. Entre os dias 26 de janeiro e 5 de fevereiro, a indústria cripto perdeu quase 30% de seu valor, enquanto o S&P 500 depreciou “apenas” 8%. Mais do que isso, num período de 30 dias entre 7 de janeiro e 6 de fevereiro, o mercado de criptomoedas perdeu 66% de seu valor. Uma desvalorização de escala comparável teria, sem dúvidas, aniquilado a economia nacional dos Estados Unidos e desencadeado uma crise internacional de proporções inimagináveis. É por isso que é seguro assumir que os dois eventos – a depreciação do mercado de ações e uma queda repentina na indústria cripto – tem pouco em comum.

Será que os traders de cripto investem em ações?

Como um trader, você provavelmente gostaria de saber se o dinheiro que deixou o mercado das criptomoedas durante a recessão entrou no mercado de capitais e vice-versa. Não há nenhuma maneira de rastrear precisamente os movimentos do dinheiro entre os mercados. Porém, podemos assumir algumas coisas.

O volume de negócios das criptomoedas mais populates do mundo influencia a direção da tendência dominante. Se ambos – volume e preço do ativo – subirem, é que alguém está comprando criptomoedas ativamente. Se o volume aumentar, mas os preços continuarem caindo, significa que os traders estão vendendo seus ativos. Durante a queda mais recente das cripto, os volumes de negócios contraíram em quase 50%, com apenas quatro exceções perceptíveis. A redução no volume de negócios pode apontar para a dominância de holders, pessoas que seguram seus ativos e evitam o pânico de vende-los durante o ciclo decrescente do mercado. Os volumes de negócios da S&P permaneceram relativamente sem alterações durante a correção, e subiram levemente uma vez que a recuperação se fez iminente. Ao comparar os volumes de negócios, podemos afirmar que o dinheiro que deixou o mercado das criptomoedas não entrou no mercado de capital. Além disso, se a situação mencionada acima acontecer, isso criará uma extensiva pressão de compra, levando o S&P 500 e outros índices para cima, não para baixo.

Seja qual for a razão para os movimentos coordenados nos mercados, a correlação não implica em causalidade. Atualmente não há razão para crer que um mercado (seja ele de capitais ou de criptomoedas) pode direta e efetivamente influenciar o outro.

Como se pode ver pela análise apresentada, a depreciação e apreciação da criptomoeda de um lado e dos ativos convencionais tem pouco em comum. Seus movimentos estão, certamente, nas mãos de dois grupos de pessoas completamente diferentes. Mais uma vez, os investidores conservadores expressaram sua dúvida sobre bitcoin e altcoin, citando sua volatilidade e aderindo a estratégias de trading já bem conhecidas. Os entusiastas de cripto, pessoas que acreditam no sucesso a longo prazo das criptomoedas em geral, não veem necessidade de investir de forma conservadora, já que eles podem multiplicar seus investimentos várias vezes em um período de tempo extremamente curto.

As criptomoedas e o mercado de capitais podem, no entanto, se tornar mais interconectados no futuro quando, ou melhor, se as criptomoedas conseguirem chegar à lista de instrumentos de investimentos geralmente aceitos.

Negocie aqui