7 min read 

O estilo de negociação é um reflexo da sua personalidade. Algumas pessoas prosperam em ambientes de ação e acelerados, algumas gostam de fazer análises profundas antes de tomar uma decisão, algumas gostam de ler, outras são visuais. O que é fato é que todos são muito diferentes.

Os três estilos de negociação descritos a seguir são bastante amplos e quase todos os traders se encaixam em um deles. Decidir qual é o seu estilo de negociação baseando-se em sua personalidade é um dos principais passos para se tornar um trader consistente.

Scalping

Scalper é um termo advindo da gíria norte-americana para “cambista” designando o trader com estilo arrojado e veloz. Os scalpers visualizam o mercado em termos de segundos (ou frações de segundos) e minutos, em vez de horas ou dias. Esses traders analisam os movimentos de preços de curto prazo e obtêm pequenos lucros ou perdas muitas vezes ao longo de uma sessão de negociação.

O scalping costumava ser o domínio dos antológicos Pit Traders, que trabalhavam o spread nos contratos futuros. Como você deve imaginar, a velocidade é uma vantagem significativa para esse estilo de negociação e se tornou quase exclusivamente o ponto de partida para negociações de alta frequência (HFTs) e traders algorítmicos. No nível de varejo, praticar o scalping no mercado Forex pode parecer difícil, especialmente no começo. No entanto, é possível ser um scalper bem-sucedido se você usar uma abordagem disciplinada e uma estratégia sólida. O scalping é MUITO ativo, os traders precisam prestar atenção às telas constantemente para suas configurações.

Os novos traders geralmente tentam ser scalpers. A estratégia dá aos recém-chegados exatamente o que eles querem: ação. A maioria dos traders novatos descobre rapidamente que, na realidade, o scalping requer muita habilidade, conhecimento e paciência.

Swing trading

Os swing traders normalmente realizam negociações que podem durar de algumas horas a alguns dias. Eles acreditam que o preço irá se mover em certa direção ao longo de um período relativamente curto, com o preço atingindo seu nível predeterminado de take profit (recolher lucros) ou stop loss (parar perdas). O swing trading é uma estratégia razoavelmente ativa. Dependendo da estratégia, ela pode oferecer de 1 a 30 (ou mais) configurações de negociação por semana. Quão ativo um swing trader deseja ser depende inteiramente de suas preferências.

Os swing traders geralmente usam análise técnica e examinam gráficos para reconhecer pontos de entrada e saída. As razões para entrar e sair de negociações são baseadas principalmente em padrões técnicos. Este é provavelmente o estilo de negociação mais comum para os traders de varejo de Forex, especialmente aqueles no início de sua jornada de negociação. Isso não significa dizer, obviamente, que os traders profissionais não se favoreçam desse estilo de negociação e das estratégias a ele associadas. Combinar alguns aspectos da análise fundamental e configurações técnicas também pode aprimorar este tipo de negociação.

Position trading

Os position traders (também conhecidos como traders de posição) são o equivalente em FX aos “investidores”. Eles estão focados no longo prazo e geralmente usam alguma forma de análise macroeconômica para decidir sobre suas negociações. Essas negociações podem levar entre um mês e dois anos para se concretizarem. Traders institucionais muitas vezes se enquadram nessa categoria, devido tanto ao tamanho das posições que detêm quanto ao nível de sofisticação que possuem.

Os grandes fundos de cobertura dedicam recursos significativos a previsões e análises econômicas e, com frequência, realizam operações de longo prazo com base nessas pesquisas. Isso também permite que eles negociem posições maiores, trabalhem dentro e fora de posições ao longo do tempo e saiam para maiores ganhos. As maiores negociações de todos os tempos se enquadram nessa categoria, George Soros “quebrando” o Banco da Inglaterra, o grande massacre de títulos do Tesouro dos EUA em 1994, até mesmo o “Big Short” de 2008… Todas podem ser descritas como negociações de longo prazo com base em fatores macroeconômicos.

À plataforma