6 min read 

Tornar-se um trader é fácil. Basta abrir uma conta com um corretor de sua escolha e mergulhar diretamente no mundo dos mercados financeiros. Tornar-se um grande trader, capaz de obter ganhos estáveis e confiar na negociação como sua principal fonte de renda, no entanto, é muito mais difícil. Qual é a diferença entre os dois e quais qualidades você precisa desenvolver para se considerar um grande trader?

Jack Schwager, o autor da série de livros “The Market Wizards” (“Os Magos do Mercado”, em uma tradução livre), sabe bastante sobre os traders bem-sucedidos, suas carreiras e escolhas de vida. De acordo com Schwager, um trader é alguém que não tem tendência exclusiva ao longo prazo e, portanto, está tão disposto a vender quanto a comprar. Em outras palavras, um trader irá negociar tanto tendências de alta quanto de baixa. Em segundo lugar, um trader mudará sua posição com mais frequência do que um investidor de longo prazo (por exemplo, Warren Buffett, que acredita que são negociações de longo prazo que o tornam rico). Um trader, de acordo com Jack, é alguém que toma decisões constantemente. Um investidor pode dizer “Bem, eu quero um terço do meu dinheiro em ações, um terço em títulos, e outro terço em criptomoedas (ou qualquer outra coisa) e manter tudo isso por pelo menos 10 anos”. Isso não é algo que se espera de um trader.

Muitos traders iniciantes acreditam na existência de uma única estratégia vencedora que os traders mais experientes supostamente usariam em segredo. Nada poderia estar mais longe da verdade do que isso. Não existe uma estratégia única que funcione perfeitamente sempre. E mesmo se houvesse, imagine todos usando simultaneamente a mesma estratégia. Isso soa realmente como uma boa ideia? Dificilmente.

Qual estratégia de negociação você deve empregar, então? Bem, essa é a pergunta que todo trader terá que responder. Sua personalidade, seu estilo de negociação e sua experiência adquirida moldarão a estratégia que você usa. Alguns traders, como Jim Rogers, confiam principalmente em análises fundamentais. Outros, como Martin Schwartz, fizeram fortuna como especialistas em análise técnica. É curioso, mas pode até ser que, se os dois trocassem de lado e usassem as estratégias um do outro, nenhum deles jamais se tornasse um trader bem-sucedido. A escolha de uma estratégia ideal também dependerá dos instrumentos que você deseja negociar. Ações, moedas, índices e criptomoedas não são negociados da mesma maneira. A orientação de longo/curto prazo também será importante.

Você (e somente você) é responsável por encontrar a estratégia que funciona. Isso também faz parte da jornada para se tornar um grande trader.

Quando a estratégia é finalmente esculpida, é hora de recorrer ao gerenciamento de riscos, sem dúvida o segundo fator mais importante em qualquer negociação. Uma estratégia brilhante é claramente necessária, mas ao mesmo tempo ela não é suficiente para transformar um trader em um grande trader. Sem uma estratégia adequada de gerenciamento de riscos, você pode ser bem-sucedido em uma negociação ou duas, mas no final do dia vai acabar perdendo dinheiro. Gerenciamento de riscos, portanto, é uma obrigação para o trader bem-sucedido. Acrescente a isso uma boa dose de autodisciplina para evitar tomar decisões impulsivas.

Por último, mas não menos importante, está a flexibilidade. Como não há uma tendência universal única ou padrão que os mercados globais demonstrem, você deve ser o mais adaptável e flexível possível. Ser altista agora não significa que você não possa se tornar baixista em outro momento. Ser capaz de mudar de ideia, em vez de aderir cegamente a uma estratégia ultrapassada, é outra qualidade de que um grande trader pode se orgulhar.

Negocie aqui