7 min read 

O ímpeto (também conhecido como momentum) do mercado é um conceito básico de negociação financeira. É a ideia de que um ativo em movimento continuará se movendo na mesma direção, mais ou menos, recuos e correções à parte. Pense nele da seguinte forma: diz-se que um mercado que está tendendo tem um ímpeto na direção da tendência. Os ativos cujos preços estão subindo têm um ímpeto de alta, os ativos cujos preços estão se movendo para baixo têm um ímpeto de baixa. 

Um ativo em movimento tende a permanecer em movimento, enquanto um ativo em repouso tende a permanecer em repouso.

Em certo sentido, pode-se dizer que o ímpeto representa a intenção de compra ou venda do mercado. Quando um ativo começa a se mover, esse movimento pode ser pequeno e sem muita força. Se o movimento começar a atrair mais atenção do mercado e mais traders colocarem peso nesse movimento, o ativo começará a ganhar ímpeto. À medida que os preços dos ativos sobem/descem e os participantes do mercado começam a perder o interesse, o ímpeto começa a desaparecer. Como traders, podemos usar esse ímpeto a nosso favor. Queremos negociar em linha com o ímpeto, assim como faríamos com uma tendência, porque não queremos que o ímpeto nos elimine do mercado. Vale lembrar, no entanto, que nenhuma estratégia de negociação pode gerar resultados positivos em 100% dos casos. 

O indicador MACD é uma das melhores ferramentas de ímpeto do mercado disponíveis. Ele pode ser encontrado na guia “Popular” quando você clica no botão “Indicadores” no canto inferior esquerdo da tela. Ele usa um par de médias móveis para determinar a tendência e força de movimento do mercado subjacente. As duas médias, uma longa e outra curta, cruzarão acima e abaixo uma da outra à medida que o mercado/ímpeto mudar. Quando a média mais curta cruza abaixo da média mais longa, o ímpeto mudou para o lado negativo (de baixa), e quando a média mais curta cruza acima da média mais longa, o ímpeto mudou para o lado positivo (de alta). 

MACD

MADC é a sigla em inglês para Convergência e Divergência de Médias Móveis (Moving Average Convergence Divergence). A ferramenta mede a força do ímpeto do mercado medindo a diferença entre as duas médias móveis. Quando a diferença é positiva, a média curta está acima da média longa, e o ímpeto crescente é altista e em ascensão. Se a diferença for positiva e decrescente, pode-se dizer que o ímpeto está em declínio. Por mais complexo que isso possa parecer, é muito fácil o rastreamento quando se usa o Histograma MACD, que mostra em forma de barra a convergência e a divergência das duas médias móveis.

Se o ímpeto estiver em ascensão, altista ou baixista, os traders podem esperar ver os preços continuarem em alta. Se o ímpeto estiver em declínio, os traders podem esperar que a tendência termine em breve. Um ativo com um ímpeto crescente pode ser negociado com a tendência, um ativo com ímpeto decrescente deve ser observado para futuros sinais de reversão. 

Dois usos principais para o ímpeto e entradas de negociação estão nas rupturas e continuações. Em uma ruptura, os preços ganham ímpeto enquanto negociam abaixo/acima da resistência/suporte e, em seguida, desencadeiam esse ímpeto quando o suporte/resistência é quebrado. Isso geralmente sinaliza uma enxurrada de dinheiro novo e o início de uma nova tendência. Duas maneiras de negociar esse movimento são de curto e longo prazo. O método de curto prazo seria negociar na direção da ruptura com a expiração no final da vela atual ou na próxima vela. O método de longo prazo seria aguardar o recuo pós-ruptura testar o suporte/resistência e negociar naquele sinal.

O segundo método que pode ser usado é com continuações e tendências. Se um ativo estiver tendendo fortemente em uma direção, independentemente do intervalo de tempo, e o indicador MACD confirmar o aumento do ímpeto, recuos de prazo mais curto e consolidações podem ser usados como entradas acompanhando a tendência.

À plataforma