6 min read 

Ichi Moku Kinko Hiyo (do japonês “gráfico de equilíbrio num piscar de olhos”) é sem dúvida a mais difícil ferramenta de análise técnica já criada. Ela foi desenvolvida por um jornalista japonês na década de 1930 para acompanhar os mercados financeiros de uma maneira que poderia ser exibida adequadamente nas notícias. O Ichimoku é baseado no uso de várias médias móveis. Este indicador deve fornecer uma indicação de equilíbrio (ou a falta dele) no mercado.

Ichimoku Cloud no gráfico de preços

Há cinco leituras principais no gráfico do Ichimoku. Elas são as seguintes: a linha Tenken (azul no gráfico da IQ Option abaixo), a linha Kijun (vermelha), a extensão da nuvem A (verde), a extensão da nuvem B (vermelha) e as áreas de nuvens que estão sombreadas. A extensão da nuvem A e a extensão da nuvem B são linhas baseadas na média móvel usada para criar a linha Kijun. A linha Kijun é uma média móvel baseada em um cálculo de 26 períodos que é usada como linha de base para a direção.

Tenken line

A linha Tenken é uma média móvel mais curta baseada em um cálculo de 9 períodos. É usada para fornecer indicações direcionais junto com a linha Kijun. Quando a linha Kijun sobe, o mercado também está subindo, e o cruzamento de alta feito pela linha Tenken aponta para um possível ponto de entrada. As extensões de nuvem formam suporte e resistência dinâmicos usados como alvos para sinais de entrada e saída de longo prazo, bem como possíveis pontos de reversão no mercado.

As duas extensões de nuvem atuam como médias móveis encaixadas, o que significa que uma, por si só, é um alvo para suporte ou resistência, mas as duas juntas são muito mais fortes. Na maioria dos casos, o que acontece é que as linhas formam cruzamentos como médias móveis. Quando a extensão principal da nuvem A está abaixo da extensão da nuvem B, ela forma um alvo de resistência de baixa porque os preços estão abaixo da nuvem. O inverso é verdadeiro para o oposto. Se os preços estiverem acima da nuvem, isso forma o suporte.

Existem três maneiras básicas de negociar com essa ferramenta. A primeira é seguindo a tendência de alta. Se a ação do preço estiver acima da nuvem, a tendência é de alta. Neste caso, os sinais que seguem a tendência são os únicos a serem levados em conta. Os sinais podem ser baseados em cruzamentos das linhas Tenken e Kijun, nos saltos de preços ou cruzamentos de cada uma dessas linhas, cruzamentos das linhas de extensão da nuvem ou outras indicações de alta comumente aceitas.

O segundo método é para o mercado de escala limitada. Quando a ação do preço está dentro da nuvem, o mercado está variando dentro do limite e estratégias neutras devem ser empregadas. Isso significa observar alvos de suporte e resistência com vistas a reversões e desconfiar de sinais falsos e vaivéns (whipsaws). Este também é o momento em que se diz que o mercado está em equilíbrio, pelo menos de acordo com este indicador.

O método final é para mercados de baixa. Quando os preços estão abaixo da nuvem, a tendência é de baixa e apenas posições de baixa devem ser consideradas. Isso significa seguir cruzamentos de baixa e saltos de preço da nuvem, as linhas Tenken ou Kijun para formações de vela de baixa.

Negocie agora

OBSERVAÇÃO: Este artigo não é um aconselhamento de investimentos. Quaisquer referências a movimentos ou níveis históricos de preços são meramente informativas e baseadas em análises externas, e não garantimos que tais movimentos ou níveis provavelmente se repitam no futuro. Em conformidade com os requisitos da Autoridade Europeia dos Valores Mobiliários e dos Mercados (ESMA), a negociação de opções binárias e digitais só está disponível para clientes categorizados como clientes profissionais.


AVISO GERAL DE RISCOS:


CFDs são instrumentos complexos e trazem consigo um alto risco de perder dinheiro rapidamente devido à alavancagem. 76% das contas de investidores de varejo perdem dinheiro quando negociam CFDs com este provedor. Você deve considerar se entende como os CFDs funcionam e se você pode correr o risco de perder seu dinheiro.