6 min read 

Todos nós conhecemos o sentimento de medo e ansiedade que surge quando você está finalmente pronto para abrir a negociação e colocar o cursor sobre o botão de comprar ou vender. Às vezes, você pode ficar tão ansioso que você gasta minutos (se não horas) com medo de abrir uma posição, mesmo que saiba que fez uma pesquisa adequada e que a posição atual pode valer o seu investimento.

Mesmo que você não se sinta ansioso ao abrir a negociação, a ansiedade poderá surgir na hora de deixar o mercado ou mesmo mais tarde, quando a negociação já estiver fechada. Se às vezes você se encontra lutando com o medo e a ansiedade nas negociações, este artigo é para você. Leia-o para entender como lidar com emoções negativas e começar a negociar de maneira calma e profissional.

O que causa medo?

Antes de tudo, você precisa entender a natureza do medo. Como em qualquer outro problema que você enfrenta na vida, é mais fácil encontrar a solução quando sua causa, sua raiz, é óbvia. Depois de entender como a negociação funciona, você entenderá automaticamente como se livrar da ansiedade relacionada a ela ou, pelo menos, minimizá-la.

A primeira coisa a entender é que não há nada errado em ter medo. O medo, assim como a ansiedade, é uma resposta natural aos mistérios do desconhecido. Quando não sabemos ao certo o que está por vir, estamos mais propensos a sucumbir às emoções negativas, com o medo sendo uma dessas emoções. É importante observar que o medo é tão natural quanto qualquer outra emoção que sentimos. O objetivo do medo, na verdade, é manter você fora de perigo. Não é de surpreender que a negociação evoque essa emoção. Para a sua consciência, a perda de dinheiro é um perigo que deve ser evitado. Assim, as emoções negativas se associam a esse perigo.

Como lidar com a ansiedade?

Não é aconselhável se esconder de suas emoções. Tentar suprimi-las também não é uma opção, pois isso provavelmente levará a níveis ainda mais altos de estresse e insegurança. Então, como você deve lidar com o medo e a ansiedade? Há duas coisas que contribuem para uma negociação calma e segura: 1) experiência, 2) competência.

Vamos começar com a experiência. Você já reparou como as coisas ficam mais fáceis quando você se acostuma a elas? Tente fazer algo novo. No começo, você provavelmente falhará ou terá um desempenho ruim algumas vezes. O mesmo se aplica à negociação. Quanto mais tempo você negociar (uma vez que você esteja fazendo isso regularmente e com a devida atenção), mais preparado você irá se sentir. Após um mês ou dois de negociação intensa, você automaticamente se sentirá mais confiante. Neste caso em particular, você não precisa fazer nada de especial para se sentir calmo e seguro, tudo acontecerá naturalmente.

Agora, vamos para o segundo ponto, que é a competência. É verdade que, com a experiência, vêm a determinação e a calma, mas há mais. Quanto mais você negociar, melhor entenderá o mercado. Todos concordam que é mais fácil se sentir confiante quando você sabe exatamente o que está fazendo. Quando você sabe exatamente quando, como e por que abrir a negociação, há muito menos ansiedade envolvida no processo de negociação. As análises técnica e fundamental podem ajudá-lo a desenvolver as habilidades e técnicas necessárias.

Conclusão

Lembre-se de que não há problema em se sentir ansioso quando seu dinheiro está em jogo. Isso faz parte do processo e é completamente normal. No entanto, você verá sua ansiedade diminuir quando você fizer o que deve ser feito, ou seja, usar uma estratégia de negociação bem desenvolvida, usar indicadores, não envolver negociação com emoções e respeitar as regras de gerenciamento de riscos. Não lute contra a ansiedade, simplesmente desenvolva a sua confiança.

À plataforma