6 min read 

A negociação pode ser assustadora, especialmente para iniciantes. Há tanto para se aprender sobre os mercados financeiros e as formas como eles operam que a quantidade de informações pode deixar você confuso. Se você é novo na negociação, lembre-se de que mesmo os traders mais bem-sucedidos tiveram que começar por algum lugar.

Para ajudar você a começar, criamos uma lista de cinco termos que todos os traders iniciantes e experientes devem conhecer. Observe que alguns desses termos foram combinados em pares: eles são opostos ou tendem a ser mencionados juntos, portanto, emparelhá-los torna mais fácil de compreender o seu papel na negociação.

Bid e  Ask

Para que uma negociação ocorra, deve haver um comprador e um vendedor. Dito de maneira simples, Ask representa o menor preço que um vendedor está disposto a receber pela venda, enquanto o Bid é o preço máximo que o comprador está disposto a pagar pela compra. A diferença entre os dois preços é chamada de spread. A maioria das corretoras cobra um Spread quando você compra/vende delas.

Tendências

De um modo geral, uma tendência é a direção do movimento de preços do ativo. Quando o preço dos ativos está subindo, diz-se que a tendência é positiva ou de alta (ou altista). Quando o oposto é verdadeiro e o preço do ativo se deprecia, diz-se que a tendência é negativa ou de baixa (ou baixista). Da mesma forma, um mercado de alta é aquele em que os preços estão subindo. Um mercado de baixa é aquele em que os preços estão caindo.

Suporte e Resistência

Como todos os participantes do mercado são seres humanos, o aspecto psicológico da negociação é extremamente importante. Para quase todos os ativos, existem níveis de preços psicológicos específicos nos quais é mais provável que o preço reverta. Para tendências positivas, esses níveis são chamados de resistência. Para tendências negativas, são chamados de suporte.

Os traders ficam de olho nos níveis de suporte e resistência para encontrar possíveis pontos de entrada e saída. Quando um preço atinge um nível de suporte ou resistência, ele se afasta desse nível ou rompe esse nível e continua se movendo na mesma direção.

Indicadores

Os indicadores são ferramentas de análise técnica que podem ajudá-lo a analisar o comportamento do ativo. Eles são frequentemente usados para identificar pontos de entrada e saída ideais. Existem vários tipos de indicadores que medem diferentes fatores, como direção e força da tendência, ímpeto (também chamado de momentum), volatilidade e volume. Geralmente, é recomendável combinar 2 ou 3 indicadores em vez de usá-los separadamente. Vale ressaltar que nenhum indicador pode ser 100% exato e cabe aos traders analisar as informações e tomar decisões apropriadas.

Volatilidade

A volatilidade é uma medida de quanto e com que frequência um preço muda. Se um ativo é chamado altamente volátil, isso significa que o preço está constantemente flutuando. Por um lado, a alta volatilidade permite que os traders negociem picos e quedas. Por outro lado, o movimento de preços pode ser imprevisível, o que significa que há sempre o risco de perder na negociação.

Embora esta lista seja relativamente curta, ela é um ótimo lugar para começar. É verdade que o mundo das negociações está cheio de termos complexos, mas dar um passo de cada vez aumentará seu conhecimento pouco a pouco. Esquecemos de algum termo importante? Deixe-nos saber o que você adicionaria a esta lista!

À plataforma