6 min read 

Muitos investidores de criptomoedas ainda não sabem do que se trata um “fork”. E, acima de tudo, não sabem o tipo de efeitos que provoca nas moedas digitais como Bitcoin ou Ethereum.

Juntos iremos descobrir do que se trata os chamados “fork” e o tipo de efeitos que provoca no mercado.

Forks da Bitcoin

Em primeiro lugar, um “fork”, ou divisão, é uma mudança no software da moeda digital que leva à criação de duas versões separadas da cadeia de blocos com um histórico compartilhado.

Existem duas formas possíveis o fazer, o “hard fork” e o “soft fork”. As divisões podem ser temporárias, durar alguns minutos ou ser permanentes e, no último caso, poderão ser criadas duas moedas digitais separadas.

Bitcoin forksUm dos mais famosos casos de “hard fork” foi o que levou à criação da Bitcoin Cash (BCH), um evento histórico e importante, que criou discussões acaloradas por toda a comunidade das criptomoedas.

Qualquer pessoa que possuía Bitcoins (BTC) anteriormente à data do hard fork, recebeu a mesma quantidade de Bitcoin Cash (BCH) imediatamente após o incidente, sem ter de as comprar.

Para muitas pessoas sem grandes conhecimentos técnicos, isso foi uma surpresa, por não sabiam o que um hard fork significava em termos práticos. Mas os problemas surgiram quando a Bitcoin Cash começou a minar a autoridade histórica de Bitcoin, tentando afirmar que podia representar melhor os valores originais da moeda criada por Satoshi Nakamoto.

O debate ainda decorre até hoje. Por um lado, os apoiantes da BTC, ou a único Bitcoin antes do incidente, e, por outro lado, os apoiantes da Bitcoin Cash, que afirmam que o fork era necessário para criar um sistema de pagamento global, porque a grande quantidade das transações na BTC criaram uma implosão no mercado, aumentando, portanto, os tempos de espera para as transações e relativas taxas.

Ainda não sabemos qual das duas versões da Bitcoin irá vencer, mas também é possível que esses hard forks possam criar diferentes moedas digitais que atendam a diferentes propósitos.

É possível, por exemplo, que a Bitcoin (BTC) sobreviva como uma moeda de armazenamento de valor, enquanto a Bitcoin Cash poderia ser usada no futuro para pagamentos.

Mas o Bitcoin Cash não foi a única moeda criada a partir de uma separação com a BTC. Na verdade, existem várias versões da Bitcoin: Bitcoin Gold, Bitcoin Platinum, etc.

Essas divisões parecem ser mais uma tentativa de roubar o nome e marca da Bitcoin para bombear o preço dessas moedas, mas não trazem valor real para o mercado. A Bitcoin Cash foi um fork efetuado quando a rede Bitcoin estava a passar por um forte congestionamento (tempo de espera elevado para transações, taxas elevadas) e, portanto, tem o seu próprio valor, é uma ferramenta para pagamentos. Mas todos os outros forks parecem ser apenas uma tentativa de usar o nome da Bitcoin, já que é possível a qualquer entidade criar uma nova versão da Bitcoin, sendo o seu código aberto, e por isso todas essas moedas não têm um valor real.

Ethereum Fork

EthereumNo caso da Ethereum (ETH), ao contrário da Bitcoin, em que o fork mais famoso levou à criação da Ethereum Classic, sendo que este se deveu devido a um ataque informático contra o DAO, uma organização autónoma criada com base em um contrato inteligente Ethereum.

O ataque informático foi um evento muito desagradável para a comunidade Ethereum, e mesmo neste caso, a decisão de um hard fork levou a muitas divisões dentro da comunidade.

No final, no entanto, para evitar mais danos, a decisão de realizar o hard fork venceu em grande maioria, sendo votada por qualquer pessoa que possuía Ethers naquele momento, levando à criação da Ethereum Classic a 20 de julho de 2016.

Negocie aqui