13 min read 

No passado recente, a Blockchain transformou-se num padrão. No entanto, fala-se principalmente nas criptomoedas. No mundo dos negócios, a Blockchain depende de várias aplicações futuras para ser mais simples de utilizar. Desde que não faça transações em bitcoins, o seu negócio pode beneficiar substancialmente.

Os contratos inteligentes protegem-no neste âmbito.

Definição de Contratos Inteligentes

São contratos automáticos, de acordo com termos definidos por si. A ideia de contratos digitais, também conhecida como contratos de cadeia de blocos, foi criada por um criptógrafo académico chamado Nick Szabo em 1994.

Pode envolver a conversão de contratos para código informático, armazenamento e replicação, para além de implicar a gestão da cadeia de blocos por parte de computadores. Isto produz um histórico semelhante ao das transferências de fundos ou à receção de um serviço ou produto.

A configuração e o cumprimento dos termos de acordo são feitos por pequenos contratos, através da utilização de códigos informáticos.

Por exemplo, o contrato inteligente executará a tarefa de verificar o envio de qualquer pagamento logo após a conclusão das ações específicas.

O código informático está configurado de forma a cobrir as instâncias “if-then”, bem como a ponderação da satisfação das condições necessárias para avançar com o contrato. Portanto, a linguagem humana e a discussão fora do contexto não apresentam quaisquer preocupações.

No cenário de negócios, os pequenos contratos automatizam o modo como a blockchain é utilizada da mesma forma que as transações de Bitcoins são realizadas.

Devido à publicidade da blockchain isto representa, em termos operacionais, a monitorização de contratos inteligentes seria simples. Isso fica a dever-se à presença de um contrato auto-gerido que funciona a partir de um código pré-definido, conjuntamente com registos públicos.

Exemplo de um contrato inteligente

O código aqui apresentado refere-se a um contrato inteligente básico, escrito na blockchain da Ethereum.  O contrato a seguir implementa a forma mais simples de uma criptomoeda. É possível gerar moedas a partir do nada, mas apenas a pessoa que criou o contrato será capaz de o fazer (é fácil implementar diferentes esquemas de emissão). Além disso, qualquer pessoa pode enviar moedas para outra, sem qualquer necessidade de registo através de um nome de utilizador e palavra-passe – apenas é necessário um par de chaves Ethereum.

pragma solidity ^0.4.0;

contract Coin {

    // The keyword "public" makes those variables

    // readable from outside.

    address public minter;

    mapping (address => uint) public balances;

 

    // Events allow light clients to react on

    // changes efficiently.

    event Sent(address from, address to, uint amount);

    // This is the constructor whose code is

    // run only when the contract is created.

    function Coin() {

        minter = msg.sender;

    }

    function mint(address receiver, uint amount) {

        if (msg.sender != minter) return;

        balances[receiver] += amount;

    }

    function send(address receiver, uint amount) {

        if (balances[msg.sender] < amount) return;

        balances[msg.sender] -= amount;

        balances[receiver] += amount;

        Sent(msg.sender, receiver, amount);

    }

}

A criptomoeda preferida é a Ethereum. Isto fica a dever-se à ausência de limites na sua capacidade de processamento. No entanto, isso não significa que os contratos não possam ser codificados em qualquer blockchain.

Quais as vantagens dos contratos inteligentes?

Independência

Trata-se de um modo totalmente independente, que não carece de corretagem de qualquer natureza. Isso não implica ignorar a necessidade da concordância por parte de terceiros, tais como intermediários ou advogados. Não existe portanto o risco potencial de qualquer manipulação por parte de terceiros devido ao facto de a gestão da execução ser automatizada pela rede envolvida. Existe um elevado nível de objetividade, uma vez que a potencial parcialidade e os erros cometidos pelos intervenientes são completamente eliminados.

Transparência

Ninguém pode alegar ter perdido devido à criptografia dos seus documentos num registo comum, partilhado pelas partes envolvidas.

Plano de recuperação

Neste aspeto a blockchain protege-o, uma vez que poderá ser ajudado por todos os seus amigos através da mesma. Isto significa que,  caso os dados das suas contas de poupança sejam perdidas pelo seu banco, existem muitos duplicados dos seus documentos.

Segurança

A segurança resultante da criptografia dos sites é excelente. Este processo é conhecido por criptografia. A segurança dos seus  documentos está garantida, pois seria necessário um hacker excecionalmente inteligente para desvendar os códigos. Portanto, isso garante que os seus documentos não estão ao alcance dos piratas informáticos.

Raidez

Contrariamente ao imenso tempo que despenderia no processamento manual da sua documentação, os contratos inteligentes garantem a automatização das tarefas através de códigos de software, economizando imenso tempo que de outra forma seria despendido em processos sem fim.

Poupança

Devido à ausência de terceiros ou outros intermediários, os contratos inteligentes favorecem muito as suas finanças, pois não terá de contratar um representante legal para verificar as suas transações.

Precisão

A opção por contratos inteligentes permite evitar um número considerável de erros. Isso fica a dever-se à automatização integrada, a qual também potencia a redução de custos e a celeridade relativamente ao preenchimento manual de formulários.

Blockchains – Vias para o processamento de Contratos Inteligentes

Bitcoin: Não obstante algumas limitações no processamento de documentos, o processamento das Bitcoins é perfeito.

Ethereum: Para este serviço apenas necessita de tokens “ETH”, a fim de fazer face às despesas inerentes ao poder de computação. Atendida essa necessidade, o processamento, bem como a codificação de contratos inteligentes, é feito da maneira mais avançada possível com esta plataforma blockchain, pública por natureza.

Cadeias Laterais: São bloco de cadeias que ampliam a extensão dos contratos de processamento. Funcionam lado a lado com o Bitcoin.

NXT: Trata-se de uma cadeia em bloco pública. Consiste em alguns modelos à escolha para utilização em contratos inteligentes. Não lhe é possível codificar o seu próprio modelo.

Méritos e Deméritos Associados aos Contratos Inteligentes

Os méritos significativos evidentes são a redução dos custos, dos problemas jurídicos e de tempo, e a segurança das transações melhoradas em pouco tempo devido à sua digitalização.

A aplicação dos contratos inteligentes na esfera pública tem enfrentado uma série de desafios, uma vez que é necessária a inserção de chips digitais nos produtos físicos para que estes fiquem acessíveis através de contratos inteligentes.

A SWIFT e a US Postal Service abordaram a utilização de contratos inteligentes nas suas redes.

A execução de contratos inteligentes em setores rigorosos, tais como o sector financeiro depara-se com questões legais, tais como a regra KYC (conheça o seu cliente) famosa por manter afastados os branqueadores de capitais. A descentralização no processamento requer credenciais dos clientes que possam trazer problemas de resolução de conflitos futuros devido à falta de responsabilização nos tribunais.

Os contratos inteligentes foram amplamente utilizados, garantindo uma ótima recepção em todos os setores. A SWIFT e a US Postal Service abordaram a utilização de contratos inteligentes nas suas redes.

Conclusão

Houve algum descuidado na utilização de termos neste setor, o que conduziu a grandes desafios. A Blockchain é interdisciplinar, fazendo com que as pessoas considerem que elimine outros intervenientes no processo.

Os advogados subestimam a capacidade de a blockchain extravasar o permitido pela legislação. Os programadores  vêem o potencial ilimitado do software,  ignorando as realidades comerciais presentes nos antigos aspetos legais. Os campos interdisciplinares devem partilhar ideias uns com os outros.

Negocie aqui