6 min read 

Os traders iniciantes geralmente se perguntam quais devem ser seus primeiros passos, qual estratégia escolher e ao que prestar atenção ao entrar nos mercados financeiros globais. Uma das primeiras coisas que os traders aprendem é que existem dois tipos diferentes de análise: fundamental e técnica. Cada uma tem suas vantagens e desvantagens. Ao combiná-las, é possível entender melhor os mercados e estimar a direção futura do movimento dos preços com maior precisão. Para entender como combinar os dois tipos de análise, precisamos primeiro examinar mais de perto cada uma delas e entender suas características distintas.

Tipos de análise

A análise técnica é construída com base na análise do gráfico de preços. Os analistas técnicos usam o desempenho dos preços anteriores para tirar conclusões e avaliar as condições de mercado existentes. Ao usar os níveis de suporte e resistência, juntamente com os indicadores de análise técnica, os traders podem determinar os pontos ideais de entrada e saída (quando é possível abrir e fechar a negociação). Esse tipo de análise pode fornecer uma infinidade de informações úteis e ajudar a prever a direção de uma tendência futura. No entanto, dificilmente é possível dizer qual será o preço no longo prazo, pois o gráfico de preços não pode fornecer informações abrangentes sobre o desempenho futuro de um ativo.

A análise fundamental, por outro lado, concentra-se no estudo de eventos da vida real que podem afetar o preço do ativo. Um comunicado de imprensa corporativo pode desencadear uma enorme oscilação de preços. A direção dessa oscilação dependerá das informações fornecidas no referido comunicado. Boas notícias (excelente desempenho financeiro, nova iniciativa de corte de custos, perspectivas de crescimento acima do esperado) afetam positivamente o valor intrínseco, ou seja, real, de uma empresa. Más notícias (baixo desempenho financeiro, cobertura negativa da imprensa) afetam negativamente o valor intrínseco e também reduzem o preço de mercado. Os mesmos princípios se aplicam a moedas, commodities, ETFS e todos os ativos negociados em bolsa.

Como combiná-las?

Combinar a análise fundamental e a técnica nem sempre é fácil, mas pode ser útil de várias maneiras. É aconselhável acompanhar o volume de negociação recente e monitorar a atividade de outros traders. Um trader pode usar indicadores de volume para verificar o poder de uma tendência predominante: como regra, o volume de negociação aumenta quando uma tendência ganha ímpeto (momentum). Quando o volume diminui, isso pode ser um sinal de uma reversão de tendência futura. O comportamento do mercado é determinado pelas ações de traders individuais. O que as outras pessoas pensam sobre o ativo, portanto, deve ser de extrema importância para você.

Os traders que confiam na análise fundamental como sua principal ferramenta de análise também podem incorporar indicadores técnicos à sua estratégia. Eles podem combinar princípios fundamentais e técnicos. Os traders podem rastrear a conexão entre eventos fundamentais e sinais recebidos de indicadores técnicos e usá-la para identificar certos padrões. Como o mercado muitas vezes tende a se repetir, por estar familiarizado com os padrões, você pode ter uma vantagem competitiva com relação a outros traders.

Conclusão

Em resumo, é seguro dizer que os dois métodos de análise podem se complementar e não precisam competir por um lugar no seu sistema de negociação. Um deles depende fortemente do desempenho passado do mercado, o outro é direcionado para eventos futuros. Ambos têm seus benefícios e suas desvantagens e, portanto, podem ser efetivamente fundidos em um sistema de negociação unificado. Os traders também devem se lembrar de que, independentemente do tipo de análise que utilizam, é impossível estimar corretamente o preço futuro dos ativos 100% do tempo.

Negocie agora